Dica: Descobrir CONSTRAINTS desabilitadas no Oracle

Deixe um comentário

Select para descobrir os objetos desabilitados no Oracle

SELECT CONS.INDEX_NAME,
       CONS.CONSTRAINT_NAME,
       CONS.CONSTRAINT_TYPE,
       COLS.TABLE_NAME,
       COLS.COLUMN_NAME,
       COLS.POSITION,
       CONS.STATUS,
       CONS.OWNER
  FROM ALL_CONSTRAINTS CONS
 INNER JOIN ALL_CONS_COLUMNS COLS
    ON CONS.CONSTRAINT_NAME = COLS.CONSTRAINT_NAME
   AND CONS.OWNER = COLS.OWNER
 WHERE UPPER(CONS.STATUS) != 'ENABLED'
   AND UPPER(CONS.OWNER) = 'SEU_OWNER'
   -- A LINHA ACIMA PODE SER ELIMINADA PARA
   -- QUE TODOS OS OBJETOS INVÁLIDOS SEJAM
   -- LISTADOS, INDEPENDENTE DO OWNER
  ORDER BY COLS.TABLE_NAME, COLS.POSITION;
Anúncios

Visual Studio 2012 RC e .Net Framework 4.5

Deixe um comentário

A Microsoft disponibilizou para download a versão RC do Visual Studio 2012, que pode ser feito no site do Visual Studio.

A lista completa de funcionalidades do Visual Studio 2012 RC está disponível no MSDN.

Vale a pena dar uma lida no post do blog do Jason Zander, onde ele explica as atualizações feitas nesta versão.

Windows 8 Release Preview

Deixe um comentário

Está disponível no site da Microsoft o download da mais recente versão do Windows 8, a versão Release Preview. Esta deve ser a última versão liberada antes da versão final ser lançada.

Um Windows que consegue reinventar-se mantendo a rapidez e a confiabilidade do Windows 7. Uma interface touch totalmente nova. Um novo Windows para novas tecnologias. E agora é fácil testá-lo — não importa se você está instalando pela primeira vez ou migrando do Windows 8 Consumer Preview.

Faça o download através deste link.

Fonte: Microsoft

Dica: Código Hexadecimal das Cores

1 Comentário

Encontrei um site que mostra uma relação de códigos hexadecimal das cores que podem ser usadas em páginas HTML.

Códigos Hexadecimal da Cor 

Esta página demonstra a representação de seis dígitos hexadecimais da cor na forma # RRGGBB, onde RR, GG e BB são os valores hexadecimais para o vermelho, verde, azul. Usar um código hexadecimal é a mais confiável maneira de definir cores em páginas HTML ou arquivos de estilo (CSS).

Fonte: December.com

Para facilitar um pouco, extraí tudo para uma planilha Excel que pode ser baixada aqui.

Microsoft apresenta versão 11 do Visual Studio

Deixe um comentário

A cada lançamento do Visual Studio, normalmente são apresentadas novas características tanto no seu IDE, quanto no suporte de linguagens de programação. O vice-presidente da divisão de desenvolvimento da Microsoft apresentou recentemente quais as mudanças que vão entrar no Visual Studio 11.

A nova versão dará pleno reconhecimento à linguagem JavaScript, assim como faz com as linguagens C#, Visual Basic e C++. As melhorias para JavaScript também incluem suporte para a linguagem ECMAScript 5 como padrão, e o suporte para remover bugs para JavaScript agora coincide com o que está previsto outras linguagens do Visual Studio, incluindo janelas de remover bugs que suportam interagir com o aplicativo que está sendo debugado. Talvez, a novidade mais interessante seja a adição de um REPL (Read-Evaluate-Print Loop) para o desenvolvimento JavaScript.

O suporte de programação assíncrona serão integrados ao C # 5 e ao Visual Basic 11. O uso de código assíncrono em versões anteriores do Visual Studio foi difícil de se implementar e debugar. No Visual Studio 11, ambas as áreas serão melhoradas, fornecendo novos recursos de linguagem que permitem o uso de fluxos de controle tradicionais (loops, condicionais etc) com código assíncrono e inclui a capacidade de debugar essas declarações com o removedor de bugs integrado.

O desenvolvimento com C++ deve receber diversas melhorias notáveis na nova versão, como, por exemplo, melhor suporte IDE e a capacidade de construir aplicativos nativos do Windows Metro. Há uma maior ênfase no suporte para escrever o código paralelo utilizando o C++ e a tecnologia AMP (Accelerated Massive Parallelism). O Visual Studio 11 permite debugar diretamente os aplicativos usando o C++ e a AMP.

A nova versão do Visual Studio vai introduzir o F# 3.0 e a funcionalidade Type Provider. Esse mecanismo tem evoluído em resposta à necessidade de ligar linguagens estaticamente tipadas (F #) para os dados cada vez mais dinâmicos encontrados na web. O F# 3.0 terá suporte para Odata, WSDL e SQL, mas provedores customizados podem ser escritos.

Fonte: iMasters

Links relacionados:

Microsoft Techday – Barra Bonita

Deixe um comentário

Será realizado em Barra Bonita, no dia 13/08/2011, o Microsoft Techday, com a presença de grandes profissionais de TI do Brasil.


Para mais informações sobre o evento ou para realizar a inscrição, acesse o site oficial.

É muito bom ver Barra Bonita entrando para o cenário de TI nacional.

Minha inscrição já está feita!

Microsoft facilitará desenvolvimento para WP7

Deixe um comentário

Companhia criou um serviço que vai mapear API do iOS para o Windows Phone API.

O Windows Phone 7 (WP7) tem apenas seis meses e já tem mais de 12 mil aplicativos. Mas ainda é pouco quando comparado com o iPhone e outros dispositivos iOS, que têm mais de 300 mil apps disponíveis.

Quando desenvolvedores procuram uma nova plataforma de desenvolvimento, existem várias questões que devem ser respondidas. Uma delas é se vale a pena o trabalho de aprender uma nova linguagem e um novo conjunto de APIs. A Microsoft está tentando tornar isso menos problemático.

Cerca de 46% dos desenvolvedores em uma pesquisa da Appcellerator, alegam que já estão muito ocupados com as plataformas do iOS e Android.

A Microsoft lançou um serviço – de acordo com o Windows Team Blog – que irá mapear a API do iOS  para o Windows Phone API. Claro que não será possível executar o código e criar o aplicativo desenvolvido para o Windows Phone, mas ele possibilita a visualização do recurso na API do iOS e a descoberta do mesmo recurso no Windows Phone. Ao detalhar os métodos de uso nas APIs, a ferramenta fornecerá o código de exemplo. Tudo está ligado ao site do MSDN, que dá detalhes completos sobre o item estudado.

Isso não vai fazer com que uma onda maciça de desenvolvedores iOS lancem apps para o Windows Phone, mas vai ajudar aqueles que estão considerando a questão e facilitar a vida daqueles que já começaram os desenvolvimentos.

Fonte: ITWeb

Older Entries Newer Entries